O Abade de Baçal

Francisco Manuel Alves – Abade de Baçal – (1865 / 1947)

Francisco Manuel Alves nasceu no dia 9 de abril de 1865 em Baçal, pequena aldeia que dista escassos quilómetros de Bragança. Aí residiu a maior parte da sua vida, à exceção dos sete anos em que exerceu o sacerdócio em Mairos, Chaves (1889/1896), tendo continuado a missão eclesiástica na sua terra natal, facto que o viria a identificar entre todos como Abade de Baçal.

A paixão pela arqueologia, etnografia e história foi assumida com teimosia, esforço e muito amor ao torrão natal que a sua vasta obra amplamente revela, nela se destacando as Memórias Arqueológico-Históricas do Distrito de Bragança. Consciente da importância da preservação da cultura material, patrimonial e artística da região como fator primordial do seu desenvolvimento e formação dos seus cidadãos, empenha-se, juntamente com alguns amigos, na formação de um Museu, para o qual foi nomeado diretor em 1925. Em 1935, data da sua jubilação, e em sua homenagem, o Museu assumirá a designação de Museu do Abade de Baçal.