Sala de Arte Sacra

Grande parte da produção artística em Portugal encontrou no Clero o encomendante privilegiado.

A representação dos santos constituía um dos aspectos mais importantes da iconografia religiosa, entendida como a forma mais fácil de apreensão dos ensinamentos sacros. Peças de expressão erudita, como a elegante escultura quatrocentista representando uma Virgem com o Menino, surgem a par de obras de características ingénuas, documentando a variedade da oferta artística e, possivelmente, a itinerância de pintores e escultores que, respondendo a encomendas, atualizavam ao mesmo tempo as tendências da produção artística local.

Nesta mesma sala, uma curiosa pintura seiscentista de origem holandesa, da autoria de Rolland Jacob Savery (1576/1639) representando um Orfeu. Obra aparentemente profana mas passível de leituras simbólicas ligadas à doutrina cristã, revela um mesmo gosto pela importação das mais atualizadas expressões da arte europeia.